terça-feira, 3 de agosto de 2021

CALDENSE ACERTA COM O VOLANTE NICHOLAS DENZEL, QUE VINHA SENDO AVALIADO PELO CLUBE


A Caldense, time de Poços de Caldas, no Sul de Minas, acertou com o volante Denzel, de 18 anos, para a disputa do Campeonato Brasileiro Série D 2021. O atleta vinha sendo avaliado pelo clube há algumas semanas e agora faz parte do elenco principal. Inclusive já teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF e está apto para estrear pelo Verdão.


Nicholas Denzel Garcia Gomez é natural de Campinas-SP, nasceu em 02/10/2002 e tem 1,72 m. Já há alguns anos vem atuando com o grupo de empresários que tem parceria com a Veterana. Defendeu as categorias de base do Bragantino e esteve no Grêmio Osasco.

“Tenho treinado com o grupo há algum tempo e me dedicando muito. Fico feliz pela comissão técnica e diretoria ter confiado no meu trabalho e ter dado a oportunidade. Agora espero retribuir da melhor maneira dentro de campo” – comentou Denzel.

TRANSPORTE COLETIVO DE ITAJUBÁ É ALVO DE FISCALIZAÇÃO DA PREFEITURA


A Prefeitura de Itajubá, no Sul de Minas, realizou neste sábado, 31 de julho, e domingo, 1º de agosto, uma intensa fiscalização ao serviço de transporte público oferecido no município, de responsabilidade da empresa Expresso Valônia. Fiscais do Departamento de Trânsito de Itajubá (Detranit ) e do Procon estão vistoriando os veículos e verificando se as linhas e horários estão sendo cumpridos.


Em meio aos rumores de que a Valônia paralisará suas atividades, a Prefeitura de Itajubá também enviou à empresa na tarde desta sexta-feira, 30 de julho, uma notificação para que ela cumpra o seu contrato com o município. De acordo com a Lei Municipal 2498/2003, a empresa é obrigada a informar à Prefeitura, com 90 dias de antecedência, sobre qualquer possível ação de paralisação dos seus serviços.

Em janeiro deste ano, o prefeito Christian Gonçalves nomeou uma comissão para avaliar o transporte público na cidade. Desde então, a Prefeitura já vem fiscalizando a prestação do serviço oferecido pela Valônia, bem como analisando todos os detalhes do contrato com a empresa.

LEI ALDIR BLANC VAI DESTINAR R$250 MIL AO SETOR CULTURAL DE VARGINHA

Sede da Fundação Cultural de Varginha

A Prefeitura de Varginha, no Sul de Minas, por meio da Fundação Cultural, vai destinar cerca de R$ 250 mil para auxiliar o setor cultural do município. O recurso é proveniente do saldo remanescente do investimento da Lei Federal de Emergência Cultural nº 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc. O edital para a participação dos profissionais do setor artístico e cultural de Varginha será lançado nos próximos dias.

Para participar do edital, os profissionais devem estar cadastrados primeiramente no Sistema Municipal de Cultura. O cadastro já pode ser feito pelo site da Fundação Cultural em www.varginhacultural.com.br. Logo na página inicial há um link para o formulário de cadastramento, em que o profissional deve comprovar que atua na área artística e cultural. Os trabalhadores que já se cadastraram em 2020 não precisam enviar as informações novamente. No mesmo site há uma aba com todas as pessoas já cadastradas.

“É muito importante que os profissionais façam o quanto antes esse cadastro pelo site da Fundação Cultural. Não será possível participar do edital sem esse cadastro. Nossa equipe já está se preparando para beneficiar a maior quantidade de profissionais da cultura, que foram muito impactados pela pandemia da Covid-19”, destaca Marquinho Benfica, diretor-superintendente da Fundação Cultural.

Em 2020, Varginha foi uma das primeiras cidades de Minas Gerais a destinar os recursos da Lei Aldir Blanc. Foram lançados dois editais que beneficiaram 258 profissionais do setor. A cidade recebeu R$ 929.625,40 do Governo Federal.

“Estamos atuando nas mais diversas áreas contra a Covid-19, pois todos os setores foram impactados pela crise causada pela pandemia. Estes recursos da Lei Aldir Blanc ajudaram muito o setor cultural da nossa cidade. Este ano, após a autorização do Governo Federal, poderemos utilizar o saldo remanescente dos recursos destinados em 2020 e esperamos beneficiar todos aqueles que estão necessitando”, destaca o prefeito, Vérdi Lúcio Melo.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (35) 3690-2705 ou ainda pelo e-mail superintendencia@fundacaoculturaldevarginha.com.br

PEQUENOS NEGÓCIOS DE MINAS BATEM RECORDE DE CONTRATAÇÕES NO PRIMEIRO SEMESTRE

Saldo de empregos do segmento no período é o maior dos últimos 9 anos. Belo Horizonte registrou o melhor saldo do estado e o 4º melhor do Brasil

As micro e pequenas empresas (MPE) de Minas Gerais tiveram o melhor saldo acumulado de empregos no primeiro semestre dos últimos nove anos. A diferença positiva de 120.818 vagas entre o total de admitidos e desligados coloca o estado em segundo lugar no ranking nacional de geração de empregos nos seis primeiros meses de 2021, atrás apenas de São Paulo (250.749).

O segmento foi responsável por 65% do saldo de empregos em Minas Gerais no primeiro semestre do ano, de acordo com o levantamento feito pelo Sebrae Minas, com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Somente em junho, o saldo ficou em 25.974 vagas, o segundo melhor resultado do ano, abaixo apenas do registrado em fevereiro (33.186).

“O segmento mostra uma recuperação muito expressiva em relação ao mesmo semestre do ano passado, quando amargou 83 mil vagas encerradas a mais em relação às abertas. Tivemos um crescimento de 245% no saldo de empregos em relação ao mesmo período de 2020”, comemora Afonso Maria Rocha, superintendente do Sebrae Minas.

Esse resultado confirma o aumento da confiança dos empresários de MPE em suas atividades, como vem sendo registrado pelo Sebrae Minas na pesquisa Iscon. No mês passado, o Iscon ficou em 115 pontos, sete acima do de maio. Foi o maior valor registrado desde o início da série histórica do indicador, em novembro do ano passado.

Desempenho por setor e município
As MPE do setor de Serviços lideraram a geração de empregos no primeiro semestre de 2021. Foram 43.554 vagas positivas na diferença do total de admissões e demissões no período. Comércio ficou na segunda colocação no saldo de empregos do segmento (27.228), seguido pela Indústria (25.630), Construção Civil (18.818) e Agropecuária (5.568).

Já Belo Horizonte registrou o melhor saldo (16.867) do estado e o 4º melhor do Brasil nos primeiros meses de 2021. Ficou atrás de São Paulo (63.716), Rio de Janeiro (24.587) e Goiânia (17.769).

Contagem, na Região Metropolitana, ficou em segundo lugar (4.888) e Uberlândia, no Triângulo Mineiro, ficou na terceira colocação (4.841) no ranking estadual no período.

DIA DOS PAIS: PREÇO NÃO É FATOR DECISIVO PARA AS COMPRAS


O projeto Levante Sul de Minas em parceria com o Geesul e CesulLab realizou entre os dias 19 e 30 de julho a Pesquisa de Intenção de Compras para o Dia dos Pais nas cidades do Sul de Minas Gerais.

Entre os destaques da pesquisa está a compra dos presentes através do e-commerce (45% dos pesquisados) e o valor do presente que está entre R$51,00 a R$100,00. Os produtos mais procurados são as roupas, calçados e bebidas.

Outro fator chama atenção na pesquisa, os consumidores não consideram o preço como o principal fator decisivo das compras. Qualidade, atendimento e comodidade aparecem como os principais pontos de observação.

Para o professor Guilherme Vivaldi, a pesquisa reforça as demais já realizadas em outras datas (Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados) quanto à evolução do perfil de consumo. As pessoas se adaptaram às compras online e junto a isso o fator comodidade reforça a preferência pelos canais digitais.

Através de um Dashboard interativo os empresários podem verificar a situação em cada cidade da região e de acordo com o perfil de seu cliente (sexo e idade). Entender especificamente os cruzamentos de informações é fundamental para melhores estratégias da empresa. Os dados “crus” podem confundir o empreendedor e dificultar o sucesso nas suas ações.

A pesquisa completa pode ser acessada clicando aqui.