quinta-feira, 18 de abril de 2019

EDUCAÇÃO INTEGRAL É MANTIDA EM ESCOLAS ESTADUAIS DE POUSO ALEGRE


O Governo de Minas Gerais anunciou a redução da oferta do ensino integral nas escolas da rede estadual, devido à grave crise financeira que atravessa – conforme afirma. Entretanto, a Prefeitura de Pouso Alegre, no Sul de Minas, apesar das inúmeras dificuldades, decorrentes principalmente da suspensão de recursos para sua manutenção por parte do Governo Federal, mantém o ensino integral em todas as escolas de ensino fundamental da rede municipal..

Esta semana o governo estadual divulgou que, devido à falta de recursos para manter o programa, a qual inclui o custeio da alimentação para os alunos do turno e do contraturno, reduzirá de 1.640 para 500 o número de escolas que atendem em período integral em sua rede de ensino. Com a medida, o número de alunos atendidos deve cair de 111 mil para pouco mais de 30 mil estudantes, o que representa um corte de mais de 80 mil vagas.

Entretanto, a administração municipal de Pouso Alegre integrada a secretarias e a superintendências da Prefeitura, a exemplo de Esportes, Saúde e Cultura, entre outros segmentos, possibilita o desenvolvimento de atividades nos campos de artes, cultura, esporte e lazer, impulsionando a melhoria do desempenho educacional mediante a complementação da carga no contraturno escolar.

Sobretudo, o ensino integral em Pouso Alegre não se prende apenas ao desenvolvimento intelectual dos alunos, mas também do físico, no cuidado com a saúde, além do oferecimento de oportunidades para que desfrutem e produzam arte. Ademais, os alunos permanecem nas unidades cinco horas a mais do que o turno regular – oferecendo-lhes café da manhã e almoço diferenciado, além da merenda.

São 57 turmas do terceiro ao nono ano, totalizando quase 1.400 alunos atendidos no contraturno. Isso requer a manutenção de 57 professores em atividades lúdicas de matemática e letramento, além de auxílio às tarefas. A propósito, as escolas de tempo integral contemplam os alunos com dificuldades de aprendizado ou que apresentam vulnerabilidade social.

De acordo com a coordenadora do Ensino Integral, Rosângela Ribeiro, a administração municipal garante o desenvolvimento dos alunos em todas as suas dimensões – intelectual, física, emocional, social e cultural. Segundo ela o ensino integral em Pouso Alegre tornou-se um projeto coletivo, compartilhado por crianças, jovens, famílias, educadores, gestores e a comunidade.

LAFAYETTE ANDRADA PROPÕE CADASTRO NACIONAL PARA VEÍCULOS APREENDIDOS

Veículos que ficam em pátios dos órgãos de trânsito de todo país seriam cadastrados em um único sistema

O deputado Lafayette de Andrada (PRB-MG) apresentou projeto de lei PL 2271/2019 que cria um cadastro nacional de veículos apreendidos. A intenção do parlamentar é que os veículos que ficam em depósitos e pátios dos órgãos de trânsito de todo país sejam cadastrados em um único sistema, para facilitar a localização dos mesmos pelos seus proprietários.

Na justificativa, Lafayette argumenta: “A remoção dos veículos ocorre por vários motivos: abandono, infrações de trânsito, recuperação de veículos furtados etc. Todavia, em inúmeros casos, os proprietários não são comunicados e ficam sem saber onde está seu veículo. Dessa forma, a criação de um registro nacional de veículos trará uma série de vantagens para população, permitindo, por exemplo, que um veículo que tenha sido furtado em um estado e levado para outro possa ser localizado.”

O projeto, caso aprovado, também dá mais garantias e segurança para a comercialização de veículos usados, uma vez que um cadastro único facilita o acesso aos dados para compradores e vendedores. 

“Acreditamos que essa proposta pode ajudar até a diminuir o tempo desses veículos nos depósitos, uma vez que o proprietário terá acesso mais rápido para saber onde está seu veículo e, consequentemente, poder recuperá-lo logo. Contribui, ainda, para minorar os efeitos sobre a saúde pública e o meio ambiente, uma vez que a permanência destes veículos, nestes locais, muitas vezes por anos, expostos às mais variadas condições climáticas, prejudicam o solo, o lençol freático e poluem o ar e, muitos deles, são verdadeiros criatórios de mosquitos e ratos, que atuam na propagação de inúmeras doenças”, avaliou o parlamentar. 

O projeto já foi protocolado e aguarda definição da Câmara dos Deputados para designação de quais comissões irá tramitar.

JORNADA UNIVERSITÁRIA EM DEFESA DA REFORMA TERÁ INÍCIO NA PRÓXIMA SEGUNDA, EM LAVRAS


Começa na próxima segunda-feira, 22, a Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária (JURA). A iniciativa, com abrangência em todo país, surgiu no 2º Encontro Nacional de Professores Universitários com o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), realizado em 2013, deliberou-se que as universidades que têm núcleos e grupos de trabalho da reforma agrária, ou outros instrumentos em defesa dos movimentos populares do campo, da reforma agrária passariam a fazer ações simultâneas, para repercutir internamente, no ambiente acadêmico, e externamente, para a sociedade e para os meios de comunicação de massa, temas ligados à reforma agrária popular.

A Jornada está na 6ª edição e é realizada anualmente em diversas instituições por todo o país para marcar o Dia da Luta Camponesa (17 de abril), que homenageia os 19 Sem Terra assassinados no massacre de Eldorado de Carajás, no Pará, em 1996. O tema deste ano é “Questão Agrária, Direitos Humanos e Educação Pública”.

Na Universidade Federal de Lavras (UFLA), a JURA terá início na próxima segunda-feira, 22, e se estenderá até o próximo dia 26, estando sob a coordenação do professor Celso Vallin, do Departamento de Educação (DED) e o evento está registrado no SIG Eventos da instituição.

A abertura, na segunda-feira, 22, ocorrerá às 18h, no Anfiteatro do DED, com a apresentação do teatro "História da Reforma Agrária". Já na terça-feira, 23, entre a programação prevista consta um debate com o tema "Impactos socioambientais: mineração, agronegócio e energia".

Para maiores informações, bem como se inscrever nas atividades e conferir a programação completa da JURA 2019, clique aqui.

SEMANA SANTA: ‘PELOS CAMINHOS DO GÓLGOTA’ TEM APRESENTAÇÃO NO SÁBADO


A encenação religiosa “Pelos Caminhos do Gólgota”, que mostra a Paixão de Cristo, vai ser apresentada no próximo sábado, 20, em Poços de Caldas, no Sul de Minas. O espetáculo será às 20h30, no Parque José Affonso Junqueira, em frente ao café local.

“Pelos Caminhos do Gólgota” é encenada pelo grupo de teatro Trancos e Barrancos. O evento tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Poços de Caldas.

Segundo o diretor da peça, Luiz Munhoz, o objetivo do espetáculo é intervir positivamente nos pensamentos, atitudes e ações da sociedade, levando ao público mensagens de paz, união, fraternidade, condutas éticas e morais, de forma a transmitir às pessoas a importância destes valores pessoais.

LAVRAS REÚNE ENGENHEIROS PARA DISCUTIR ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO

A reunião é uma preparação para o Congresso Estadual de Profissionais realizado pelo Crea-MG com o objetivo de discutir e propor políticas para o desenvolvimento regional e nacional

A cidade de Lavras, no Sul de Minas, vai sediar, na quinta-feira, 25, a reunião preparatória que antecede o 10° Congresso Estadual de Profissionais (CEP), que é realizado a cada três anos. O encontro é promovido pela inspetoria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG) na cidade e tem por objetivo reunir profissionais das áreas da engenharia, agronomia e geociências para pensar, discutir e propor políticas para o desenvolvimento regional e nacional. 

Os interessados podem se inscrever no link http://bit.ly/inscricaolavrascep

As discussões se darão em torno de cinco eixos temáticos: inovações tecnológicas, recursos naturais, infraestrutura, atuação profissional e atuação das empresas de engenharia. As propostas serão sistematizados e enviadas para a etapa regional, e depois consolidadas durante o CEP, que será em Belo Horizonte, do dia 4 a 6 de julho de 2019.

Em Minas, serão realizados 63 encontros nas inspetorias, sete nas regionais, além da etapa estadual. Para o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges, o resultado do congresso possibilitará a integração do Sistema Confea/Crea com os entes governamentais e sociedade em torno de agendas locais, regionais e nacional de interesse comum. 

“Esses encontros serão um espaço para o diálogo. Esse é um movimento que mostra o caráter democrático do Sistema Confea/Crea em que todo profissional pode, e deve, participar, colaborando com suas experiências e conhecimentos técnicos, tendo plena liberdade para produção de propostas que atendam a interesses da categoria e contribuam para o desenvolvimento da sociedade”, ressalta Lucio Borges. 

As propostas aprovadas pelos profissionais mineiros durante o CEP serão encaminhadas ao Congresso Nacional de Profissionais (CNP), que será realizado de 19 a 21 de setembro de 2019, em Palmas, capital do Tocantins. O tema deste ano é “Estratégias da engenharia e da agronomia para o desenvolvimento nacional”.

Serviço
Reunião Preparatória em Lavras
Data: 25/04/2019
Horário: 18h30
Local: Auditório do Bloco 1 do Departamento de Engenharia ( ao lado da secretaria do DEG), UFLA, Lavras - MG.