sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

JÁ COMEÇARAM, EM LAVRAS, AS VIAGENS DE ÔNIBUS FRETADAS PELO APLICATIVO BUSER

Pelo aplicativo, a empresa conecta pessoas que desejam fazer um mesmo trajeto, na mesma data, permitindo a formação de grupos. Em seguida, conecta esses grupos com empresas cadastradas em sua plataforma que prestam serviços de transporte privado coletivo de passageiros
Ônibus semileito fretado por meio do aplicativo Buser saiu pontualmente às 19h de para fazer a primeira viagem pelo trajeto de Lavras a Belo Horizonte

Os moradores de Lavras, no Sul de Minas, já começaram a utilizar o serviço de fretamento coletivo de viagens pelo aplicativo Buser, startup que une passageiros a ônibus executivos em busca do frete mais barato, para se deslocarem para a capital mineira, Belo Horizonte ou vice-versa. Pela Buser o passageira viaja sem pagar taxas de serviço, conseguindo assim pagar mais barato que na rodoviária.

A primeira viagem no trajeto de Belo Horizonte para Lavras foi realizada ontem, quinta-feira, 9. O ônibus fretado saiu do Terminal Turístico JK, na rua dos Guajajaras, 1353, no Barro Preto, na capital mineira, por volta das 19h30. Ele chegou em Lavras por volta das 00h, desembargando os usuários do serviço de fretamento por aplicativo ao lado do posto de gasolina localizado na avenida Ernesto Matiolli, na Zona Sul de Lavras. Já primeira viagem no trajeto de Lavras para Belo Horizonte acontece hoje, sexta-fira, 10. O ônibus semileito fretado por meio do aplicativo saiu das proximidades do mesmo posto de gasolina na avenida Ernesto Matiolli pontualmente às 19h. 

Pela Buser o passageira viaja sem pagar taxas de serviço, conseguindo assim pagar mais barato que na rodoviária. Uma viagem de Lavras para Belo Horizonte, que sai em média a R$79,45 pela Expresso Gardênia, com o fretamento coletivo o rateio máximo para o passageiro será de R$39,90. Até o momento, para o mês de janeiro de 2020, já existem grupos de fretamento coletivo montados para viajar de Lavras para Belo Horizonte nos dias 13, 15, 17, 20, 22, 24, 27, 29 e 31 de janeiro, em veículos fretados da categoria semi leito, com poltrona com inclinação máxima 135 e 150 graus para as pernas.

Já no trajeto de Belo Horizonte para Lavras, até o momento já existem grupos montados para os dias 12, 14, 16, 19, 21, 23, 26, 28 e 30 de janeiro. O rateio máximo também será de R$39,90.

A Buser não é uma empresa de transporte, e sim de tecnologia. Por meio de aplicativo e internet, a empresa conecta pessoas que desejam fazer um mesmo trajeto, na mesma data, permitindo a formação de grupos. Em seguida, conecta esses grupos com empresas cadastradas em sua plataforma que prestam serviços de transporte privado coletivo de passageiros na modalidade de frete eventual, permitindo que grupo e empresa de transporte negociem e contratem entre si as viagens, assim as pessoas dividem os custos, tornando isto um rateio.

A Buser chama esta tecnologia de fretamento colaborativo. Os viajantes do grupo fretam o ônibus dividindo o valor total. Em média, o usuário consegue economizar 40% em relação aos valores do transporte comum. O rateio é pago pelo próprio app da Buser. Para isso, há um sistema seguro, onde se pode pagar com cartão de crédito e até mesmo boleto bancário. O valor da viagem será variável enquanto o grupo de passageiros não for fechado. 


Como tudo começou
O conceito da Buser nasceu em novembro de 2016, quando Marcelo Abritta precisava organizar uma viagem de 30 familiares saindo de Minas Gerais até Arraial da Ajuda, na Bahia, onde iria celebrar seu casamento. Para sua surpresa, fretar um ônibus de 48 lugares para levar apenas 30 pessoas, e pagar os custos de deixar o ônibus parado por 4 dias, além das diárias e da acomodação do motorista, era mais barato que comprar 30 passagens de ida e volta na única empresa que opera a rota.

Marcelo viaja regularmente entre São Paulo, onde mora, e Belo Horizonte, para visitar seus parentes e amigos. Ele pensou que se fosse possível encontrar um grupo de pessoas que como ele quer fazer essa mesma viagem, o recém formado grupo poderia fretar um ônibus, e assim economizar. Como viaja bastante, ao longo de um ano, o impacto seria bem grande.

Em janeiro de 2017, Marcelo Abritta conversou com Marcelo Vasconcellos sobre a ideia, e começaram a trabalhar no projeto, orçando valores de fretes com diferentes empresas e diferentes trajetos. Ficaram surpresos com economias potenciais de até 60%, e decidiram investir no projeto. Em menos de 30 dias, a primeira viagem teve assentos esgotados 12 horas após a abertura das reservas.

4 comentários:

Anônimo disse...

Agora vai......!

Lídia disse...

ansiosa para ter para SP

MayaraSouza disse...

Gente é só entrar e se cadastrar, vc ganhará 10 REAIS DE DESCONTO por esse link.. E baixem o aplicativo.

https://www.buser.com.br/convite/mayara10

O código para colocar no aplicativo é MAYARA10

Anônimo disse...

Não vão pegar motorista não ?